Arquitetura

Entenda como os projetos de arquitetura otimizam a execução de uma obra

Escrito por Biazus Arquitetura

Uma obra, seja ela de construção ou reforma, precisa de um planejamento para ser bem sucedida. A quantidade de material, a disposição de cômodos, orientação solar, a mão de obra a ser contratada, além das instalações hidráulicas e elétricas são alguns itens que precisam ser pensados antes do início de uma edificação. Para diminuir riscos, os projetos de arquitetura são a melhor alternativa.

No entanto, não se trata apenas do planejamento físico e da prevenção de desperdício de materiais. O projeto garante que a construção seja realizada de acordo com as normas de segurança necessárias para a preservação dos usuários do local. Além disso, a luz e ventilação do local são pensados nesse momento. Afinal, um lugar bem iluminado e arejado é essencial para o bem-estar das pessoas que circularão por ele.

Para isso, os projetos de arquitetura são divididos em quatro fases: estudo preliminar, anteprojeto, projeto básico e projeto executivo. A partir dessas etapas é possível iniciar a obra com segurança e a organização que farão o cliente ter nada (ou quase nada) de dor de cabeça. Quer saber como essas etapas funcionam? Vem com a gente!

Estudo preliminar 

É o momento de trabalhar o conceito, o sonho do proprietário. Por meio do briefing, o estudo mapeia tudo o que o cliente quer e sonha para a sua edificação. É nesta fase que a empresa entende o que o cliente precisa e transforma isso em realidade. Algumas ferramentas utilizadas são as plantas 3D e layout. O objetivo desta fase é deixar a ideia legível para que o proprietário possa visualizar a construção com mais clareza.

Anteprojeto

Esta é a etapa na qual o estudo preliminar se consolida. As características arquitetônicas da edificação serão levantadas e, a partir de então, criados os projetos legal e para aprovação do município local. 

Projeto básico

O projeto básico é o primeiro momento possível para ter ideia do custo da obra. Isso se dá porque, a partir dele, será viável enxergar a obra de forma mais concreta. A planta, a divisão detalhada dos ambientes, as fachadas, como será o processo da construção, que materiais serão utilizados e os acabamentos necessários podem ser definidos nesse momento. 

Projeto executivo

A fase possibilita quantificar os materiais e a estimativa mais próxima do custo da obra. Além disso, o projeto executivo auxilia a especificar os tipos de materiais usados evitando retrabalho, desperdício de material na obra, entre outras chateações que fatalmente surgiriam no meio do caminho.

Esse projeto deve reunir toda a documentação necessária para o início da obra: plantas, detalhamentos construtivos, fachadas, telhados, esquadrias. Tudo isso junto ao memorial descritivo e lista de materiais, para que nenhuma informação seja perdida. 

A contratação de um arquiteto para um planejamento prévio pode ser a grande responsável em diminuir as dificuldades na hora de construir ou reformar. Com algumas etapas básicas e investimento é possível realizar um projeto organizado, de modo a evitar atrasos.

Gostou das nossas dicas, mas precisa de auxílio mais específico nos projetos de arquitetura? Entre em contato conosco!

Sobre o autor

Biazus Arquitetura

Deixar comentário.

Share This